A Microsoft está constantemente contribuindo com softwares para algum motivo social, e não foi diferente desta vez. A empresa anunciou que está colaborando, sem fins lucrativos, com um novo software chamado PhotoDNA, que como o próprio nome sugere, rastreia imagens a fundo, para evitar a pornografia infantil.

O novo aplicativo é o resultado de dois anos de colaboração entre uma equipe da Microsoft Research, liderada por Larry Zitnick, e um grupo da Dartmouth College. Nos testes, o PhotoDNA processou imagens em menos de 5 milissegundos cada, detectando com precisão as imagens selecionadas 98% do tempo, e respondendo com um falso alarme a cada 1 bilhão de vezes.

Para determinar quais imagens são provenientes de pornografia infantil, o PhotoDNA não opera magicamente, como era de se esperar. E sim faz isso comparando as imagens com um banco de dados, que por sua vez contém milhares de imagens. A detecção é capaz de combinar as imagens mesmo se elas forem editadas digitalmente, ou até cortadas.

A Microsoft afirma que o principal objetivo do PhotoDNA é evitar que as mesmas imagens fiquem circulando por anos na Internet, o que segundo ela, normalmente acontece com as fotos de pornografia infantil, mesmo quando há um esforço significativo para removê-las.

Site oficial:

http://www.microsoftphotodna.com/

Fontes:

http://www.geek.com/articles/news/micros…

http://bits.blogs.nytimes.com/2009/12/16/…

[Voltar]

Categoria: Ginecologia